- Novas metas a conquistar.

- Firmeza na visão, oração e trabalho.

- Unidade de objetivos com hierarquia.

 

- Comunhão plena uns com os outros.

- Dívidas, só o amor.

- Continuar crescendo na proporção divina.

- Vitória nas famílias.

 

“Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus”.

Fl. 3:13-14


 

Pr. José Carlos dos Santos

Presidente do Conselho Geral da IEAB